Sexta, 24 de Janeiro de 2020
(67) 9 8466-5449

ANTONIO CHAVES
A violência contra os animais
Quem é capaz de fazer um ato criminoso de tamanha crueldade contra um ser vivo, pode perfeitamente fazê-lo ao ser humano. D
09 JAN 2020
Por Antonio Chaves
08:54

Quem é capaz de fazer um ato criminoso de tamanha crueldade contra um ser vivo, pode perfeitamente fazê-lo ao ser humano. De fato, este tipo de violência é cada dia mais comum. Muitos animais são maltratados por seus donos ou abandonados nas ruas. O grande problema é que as pessoas compram cães, gatos e aves sem ter a ideia de que criar um animal requer atenção, cuidados e uma vida financeira capaz de mantê-los. Infelizmente, a falta de informação e de planejamento, faz com que muitos animais sofram com o abandono ou mesmo maus tratos.

Todos os dias, animais domésticos sofrem diversos tipos de violência, como: ficar preso por muito tempo sem comida e sem contato com seus responsáveis; viver em local impróprio ou anti-higiênico; envenenamento; agressão física; mutilação; falta de tratamento adequado quando o animal apresenta algum tipo de doença. A questão é que nem todos têm condições emocionais ou mesmo financeiras de manter um animal em seu lar, além disso, existem pessoas que nem mesmo têm tempo para dar a eles um tratamento adequado. Isso é realmente preocupante, já que muitos procuram adquirir um bichinho de estimação para sanar algum tipo de carência, mas não entendem que eles precisam de atenção, tanto quanto seus donos.

A violência contra qualquer ser não pode continuar ocorrendo às vistas das autoridades brasileiras, sem que nada seja realmente feito. Sempre considerei os maus tratos aos animais uma das piores atrocidades que o ser humano pode cometer. Animais não podem defender-se sozinhos. Ficam reféns dos homens, da sua crueldade. Nem mesmo entendem por que apanham. Veem o seu dono e pensam logo em alguém que lhes há de dar amor, carinho, atenção.         Que surpresa desagradável, então, é levar uma bordoada, um chute ou qualquer outro tipo de ataque.

Quem bate não faz ideia de como sofre o animal. Quem bate não percebe como, pouco a pouco, a agressividade contamina-o. Não é preciso ser um especialista para intuir a covardia daquele que maltrata um animal. Seja de que espécie for, a violência é censurável. É covarde quem espanca um cão doméstico com uma vassoura, ou deixa o gato a passar fome por miar demais e outras atrocidades.  A quem pense que animal não é brinquedo. Eles sentem frio, fome e medo. Têm sua própria linguagem, é dono de inteligência rudimentar. Não pode se defender sozinho. Portanto, não lancemos a ele raiva ou frustração. Não temos o direito de maltratá-lo. Além da violência, outras ações são consideradas de maus-tratos: manter o animal acorrentado em local não-arejado, sem condições de higiene, desprotegido do sol ou das intempéries, e não alimentado diariamente.

A violência contra os animais, sejam eles domésticos ou não, é mais comum do que se imagina, embora não seja divulgada nem combatida como deveria. Hoje em dia é normal ver animais abandonados na rua, sem dono, sem casa e principalmente machucados. Os maus trato é um caso sério. Uma coisa que não entendo é o porquê as pessoas compram e pegam os animais para criar e depois de algum tempo espancam e maltratam quem não tem culpa de nada.  Isso é um caso que vem acontecendo com muita frequência no mundo atual e que devemos pensar sempre antes de agir, pesquisar antes de adotar ou comprar um animal. 

Concluímos que a sociedade deve respeitar, preocupar e cuidar dos animais, principalmente dos que sofreram maus trato ou abandono. Devemos denunciar os donos que cometem esses sérios crimes.  Os maus-tratos a animais, infelizmente, seguem como um problema presente em todos os lugares, independente da classe social. Ao longo dos anos, fomos testemunhas de diferentes atos de violência e injustiça absurda contra animais indefesos, que chegaram a revoltar o país e virar manchete de jornais impressos e televisionados. Para que a eficiência desse tipo de movimento ganhe força e significado, é importante que o público em geral observe e denuncie os agressores de animais, permitindo que investigações sejam abertas e penas sejam aplicadas.

Propõe-se uma reflexão sobre o crime de maus-tratos contra animais, consistente em agressões gratuitas e atos de violência desnecessários, que logrem machucar, mutilar, matar, torturar e impor sofrimentos aos animais. Esse tema é de suma importância, visto o aumento de delitos aviltantes, crueldades e desrespeito contra os seres não humanos, mas dotados de vida, isto é, capacidade de sofrer, sentir prazer ou felicidade; competência de receber e reagir a um estímulo de forma consciente; reconhecimento que um ser é capaz de vivenciar sentimentos como dor, angústia, solidão, amor, alegria e raiva; percepção da capacidade que todos seres animais possuem de forma consciente. Este artigo deve contribuir para a conscientização da sociedade, dado que tal delito não pode mais ser tolerado nos tempos atuais, vez que os animais não possuem meios de se defender e de procurar os seus direitos.

Eu dedico este conto de minha autoria, em defesa destes animais, dotados de tanta inteligência, que só faltava mesmo é falar.

MUNDO CÃO

Estava eu, sentado em minha poltrona confortavelmente, assistindo televisão. Quando de repente!

Deparei-me com uma notícia que me deixou estarrecido.

Não querendo admitir o que os meus ouvidos estavam escutando.

Eis a notícia...

- "Um cãozinho fora abandonado e severamente torturado e mutilado".

Gelei... fiquei tão indignado com a notícia e a cena, que comecei a me questionar:

Que pessoas são essas, ditas tão racionais, e que fazem uma crueldade desta com o cão?

- Enquanto que o cão, por serem tão irracionais só falta falar.

Que pessoas são essas, ditas inteligentes, e que fazem uma atrocidade desta com o cão?

- Enquanto que o cão, por ter boa capacidade de aprendizagem se torna inteligentes.

Que pessoas são essas que dizem ser social, a ponto de mutilar o cão?

- Enquanto que o cão, por ser de grande utilidade para o homem, aceita o seu dono, tornando um animal, dócil e leal.

Que pessoas são essas que dizem ser amigo de alguém?

- Enquanto que o cão é o melhor amigo do homem.

Que pessoas são essas que tem a coragem de fazer tanta maldade a este ser vivo, tão querido e amado.

Que pessoas são essas que dizem ser humanas?

- Pois quem faz tudo isto com o cão. Pode-se dizer que são umas verdadeiras BESTAS HUMANAS.