Terça , 22 de Outubro de 2019
(67) 9 8466-5449

MUDANÇAS NO CLERO
Obrigado padre Crispim Guimarães
29 JUN 2019
Por Na Mira
18:21

Foto:
Quem está Na Mira esta semana é o padre Crispim Guimarães, pároco da Catedral de Dourados. Nesta semana a Diocese de Dourados foi surpreendida com o anúncio realizado na quinta-feira (27), de que durante reunião do quadriênio 2019-2023, o Conselho Permanente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), nomeou o sacerdote para ser assessor nacional da Comissão para a Vida e a Família. 

Até o momento, ele assessorava a Pastoral Familiar do Regional. A partir de agora, ele deverá encerrar os trabalhos em Dourados, e morar em Brasília. 

Fica a eterna gratidão e o “muito obrigado” dos paroquianos e dos demais católicos. À frente da Catedral desde 2013, padre Crispim é lembrado pelos mais variados trabalhos realizados e este colunista destaca, de forma particular e especial, as homilias fortes e que chamam para uma real vivência do Evangelho. 

Novo pároco

Segundo anúncio feito pelo bispo Dom Henrique, padre Rubens deverá reassumir a Catedral. Ele que já comandou a paróquia e atualmente está no Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, tomará posse em data a ser definida. Seja bem-vindo! 

Vem aí... 

Acontece no dia 13 de julho, a partir das 19h, mais uma edição da festa julina da paróquia Santo André. Tradicional, o evento espera um grande público, e contará com comidas típicas, boa música e ainda, bingo. Mais informações podem ser adquiridas na secretaria paroquial, através do telefone 3423-1226.

Mudando de assunto

Tem gente bem preocupada com credibilidade. Mas gostaria de deixar claro que com a atual gestão, acusando prestador de serviço de superfaturar boleto, a confiança depositada por muitos, não irá longe. Uma pena! 

Parada LGBT+

Aconteceu em Dourados, mais uma edição da parada LGBT+ (Lésbias, Gays, Bissexuais e Transexuais), mas nada se falou sobre a morte do pequeno Rhuan que teve o órgão genital cortado pelas mães. É triste e ver que algumas militâncias são somente ideológicas, e não lutam de falta, por uma causa de visibilidade e respeito.