Quarta, 26 de Junho de 2019
(67) 9 8425-6032

média
Dia dos Namorados, preço do presente não deve passar de R$ 120
Dado é baseado no resultado da pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas, na Capital
11 JUN 2019
Por Campo Grande News
06:00

Loja de calçados estampa vitrine com anúncio de ofertas para o Dia dos Namorados - Foto: Kísie Ainoã

Comemorado na próxima quarta-feira (12), o Dia dos Namorados vem aumentando a expectativa dos comerciantes para um aumento de até 4,5% nas vendas em relação ao ano passado. A estimativa está baseada no interesse dos campo-grandenses em presentear a pessoa amada e que, segundo pesquisa, estão dispostos a gastar até R$ 120 no presente.

O levantamento foi feito pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) entre os dias 5 e 6 de junho, em Campo Grande e aponta maior disposição para compras por parte da população. Em 2018, a expectativa era de gastos menores a R$ 110.

Das 420 pessoas ouvidas, 67% afirmaram que vão presentear neste Dia dos Namorados, enquanto 15% diz ainda não saber e 18% declararam que não pretendem ou não poderão comprar algum item.

“Os resultados são animadores, a demonstração de que a maioria das pessoas pretende presentear fomenta o comércio local”, pontua Adelaido Vila, presidente da CDL. Para ele, o fato da data cair próximo ao quinto dia útil também incentivará que as pessoas vão as compras. “O Dia dos Namorados logo após o pagamento vai fazer com que a economia esteja mais aquecida”.

Os números divulgados nesta segunda-feira (10) apontam ainda que itens de perfumaria lideram a preferência dos namorados para presentear a pessoa amada. Ao todo, 31% optou pela opção, enquanto outros 27% escolheram presentear com calçados.

Vestuário aparece com 18% da preferência, produtos elétricos e eletrônicos representando 9% das intensões de compra e 15% dos entrevistados ainda não sabem o que vão dar.

Quando perguntados sobre o local onde vão comprar os presentes, 32% escolhem o Centro da cidade pelos preços e variedades. Já 26% preferem os Shoppings pelo conforto e praticidade. Outros 16% dos entrevistados vão optar por comprar os presentes nos bairros levando em conta os preços e as facilidades.

Ainda segundo a CDL, os que escolheram a internet para comprar o presente somam 14%. Outros 12% dos ouvidos ainda não sabem onde comprarão.